Acesso a Informação:
     

Filie-se ao Sindicato dos Policiais Federais do Estado do Paraná



"Os homens podem dividir-se em dois grupos: os que seguem em frente e fazem alguma coisa e os que vão atrás a criticar." (Sêneca)
-Interna

Notícias

ROGÉRIO GALLORO TOMA POSSE EM BRASÍLIA. REPRESENTAÇÕES PARTICIPAM DA SOLENIDADE

07/03/2018

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, tomou  posse nesta sexta-feira (2) em cerimônia realizada  em Brasília (DF). O evento reuniu ministros, jornalistas e representantes da Polícia Federal, incluindo a diretoria da Fenapef, entidade que representa a carreira. A nomeação de Galloro foi um dos primeiros atos do ministro Raul Jungmann à frente do recém-criado Ministério de Segurança Pública, à qual a PF passa a ser subordinada.
Em seu discurso, o diretor-geral enfatizou seu compromisso com o combate à corrupção; garantiu diálogo com os servidores; mencionou a carência de efetivo na PF; e defendeu que sua gestão vai “aspirar por uma carreira lógica, justa e motivadora”.
Já seu antecessor, Fernando Segóvia, agradeceu a oportunidade de conduzir administração da Polícia Federal. Ele disse que “levará a experiência para toda a vida”. Segóvia agradeceu ainda as representações sindicais, que “atuam com alto nível de profissionalismo para garantir as melhores condições de trabalho para os policiais federais”.
A fala do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, citou os desafios que o Governo tem pela frente na superação da crise do setor e também reconheceu o trabalho desempenhado pelos policiais federais.
“Essa, que é uma das mais árduas carreiras, tem que ser uma das mais valorizadas. A autoestima é fundamental. E isso começa sobretudo com respeito à instituição da Polícia Federal, às suas atribuições, a seu papel. Nós estaremos nessa defesa de forma intransigente” – afirmou.
Presidente, vice-presidente, diretor de Seguridade Social e assessoria parlamentar da Fenapef representaram os policiais federais no evento.
Perspectivas positivas para os policiais federais
Na avaliação do presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, Galloro deve conduzir uma gestão democrática. “Ele é um profissional com muita experiência na Gestão, tem um bom trânsito entre os cargos e fez um discurso de valorização, de autoestima do policial federal. Disse que tem intenção em ouvir os servidores e para nós isso é fundamental para uma reestruturação do Órgão”, destacou.
Na tarde desta sexta-feira, Galloro fará sua primeira reunião com os atuais e os novos diretores da instituição, além dos superintendentes da PF nos estados. A expectativa é que na próxima semana, o novo diretor-geral convide as representações, como a Fenapef, para uma conversa.

Comunicação Fenapef