Acesso a Informação:
     

Filie-se ao Sindicato dos Policiais Federais do Estado do Paraná



"Os homens podem dividir-se em dois grupos: os que seguem em frente e fazem alguma coisa e os que vão atrás a criticar." (Sêneca)
-Interna

Notícias

Policiais federais e rodoviários federais apresentam propostas de melhorias na Reforma Previdenciária

09/08/2017

Representantes das polícias Federal e Rodoviária Federal se reuniram nesta segunda-feira com a subchefe de Assuntos Parlamentares da Presidência da República, Mariângela Fialek.
Propostas de melhorias no Projeto de Reforma da Previdência, regulamentação do Art. 100 da Lei 8.112 em conformidade com a Lei Complementar 51/85, pensão para familiares de policiais e análise das especificidades do trabalho de homens e mulheres policiais foram as pautas apresentadas para ampliar o debate quanto a Reforma, considerando os riscos da atividade policial.
Com a aceitação do Governo em debater e, principalmente, em regulamentar o Art. 100 da Lei 8112, os representantes dos policiais federais e rodoviários federais, acreditam que os efeitos da Reforma serão reduzidos e ela fará maior justiça para os policiais que prestaram serviço militar.
Para Flávio Werneck, presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (SINDIPOL/DF) e vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF), o debate sobre os temas é necessário. “É necessário ampliar o debate sobre a Reforma Previdenciária e considerar que atividade policial tem peculiaridades e apresenta alto risco de morte para os policiais, portanto uma Reforma que desconsidera essas peculiaridades e não reconhece o risco que vivemos diariamente, é muito prejudicial”, destacou.
Participaram da reunião Paulo Ayran da Silva Bezerra, presidente da ABRAPOL e diretor de Comunicação do SINDIPOL/DF; Marcos de Almeida Camargo, presidente da APCF; Viviane da Rosa, vice-presidente da FENADEPOL e Marcelo Azevedo, diretor Jurídico da FENAPRF.