Acesso a Informação:
     

Filie-se ao Sindicato dos Policiais Federais do Estado do Paraná



"Os homens podem dividir-se em dois grupos: os que seguem em frente e fazem alguma coisa e os que vão atrás a criticar." (Sêneca)
-Interna

Notícias

Policiais Federais assumem prefeituras em seis municípios

13/01/2017

Policiais Federais assumem prefeituras em seis municípios

O trabalho de combate à corrupção exercido pela Polícia Federal nos últimos anos consolidou o reconhecimento popular da importância da instituição. Isso se traduziu nas últimas eleições, quando foram eleitos seis prefeitos que assumiram seus mandatos no primeiro dia de 2017.
O município de Santana do Acaraú/CE apostou no agente de Polícia Federal Marcelo Arcanjo que obteve 10.827 votos, totalizando 52,27%. Arcanjo já havia sido prefeito de seu município por 12 anos. O prefeito adianta que o maior desafio da sua gestão será gerar emprego e levar água ao município, que sofre com a seca e a falta de abastecimento. “Aqui não temos água nem para beber”, lamentou. Para Arcanjo, a sua experiência como policial federal irá ajudar em seu mandato pelo compromisso com a população e com o bem público cunhado em sua atividade profissional. “A credibilidade da Polícia Federal com a população tem muito peso, o que aumenta o a expectativa das pessoas, não podemos decepcioná-las”, afirmou.
Em Goiás, no município de Piracanjuba, a população elegeu com 49,96% dos votos o agente de polícia federal, João Barbosa, que foi presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Goiás e de Tocantins entre os anos de 2000 a 2004. Em sua primeira experiência na política, ele afirma que o maior desafio de seu mandato será nas áreas da educação, saúde, segurança pública e principalmente na infraestrutura. João afirma que a experiência como policial federal será fundamental para o seu mandato. “Ter sido agente de polícia federal me ajuda no sentido de deslumbrar o futuro, essa experiência em investigação nos ajuda a antever acontecimentos e agir em cima disso”, afirmou.
Na Chapada da Natividade em Tocantins, o agente e fundador do Sindicato dos Policiais Federais em Tocantins, Joaquim Urcino foi eleito com 52% dos votos válidos. O policial federal, que já havia sido prefeito de seu município há 17 anos, volta com o desafio de conseguir quitar as dívidas deixadas pela gestão anterior. “Encontrei uma dívida de INSS de mais 4 milhões e a prefeitura totalmente sucateada. Não tem um carro para a prefeitura, não tem uma ambulância, o maquinário da agricultura está abandonado. Será um grande desafio; vou ter de começar do zero”, afirmou. Urcino garante que sua experiência como policial federal o ajudará em seu mandato. “O reconhecimento que temos como policiais federias nos impulsiona a cada vez mais querer fazer o certo. A minha experiência como agente, investigador vai me ajudar muito a recuperar o que foi desviado do município”, disse.
Também em Tocantins, no município de Presidente Kennedy, foi eleito com 40% dos votos o escrivão de Polícia Federal Ailton Francisco. O prefeito reeleito diz que o seu maior desafio será investir corretamente os recursos repassados pelo governo. Para Ailton a credibilidade da população aos agentes federias faz toda diferença em seu mandato. “As pessoas acreditam na gente, por isso mantemos o compromisso, a transparência, a legalidade e a conduta, pois a comunidade está muito carente de pessoas honestas. Se não tivermos esse compromisso perdemos toda essa credibilidade”, afirmou.
No Estado do Rio Grande do Norte, foram eleitos dois prefeitos. Em Jundiá José Arnor do PSD teve 51,55% dos votos válidos. O policial federal que já era vice-prefeito terá sua primeira experiência à frente da Prefeitura de Jundiá, a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Em pureza, a votação recebida pelo policial federal Neto Moura foi de 40,08%.
Foram ainda eleitos treze (13) Agentes Federais para o cargo de vereador, estando dentre os mais votados André Salineiro, na cidade de Campo Grande/MS, Cláudio Prates, na cidade de Montes Claros/MG e o Renée Venâncio na cidade de Três Lagoas/MS.
Agência Fenapef