Acesso a Informação:
     

Filie-se ao Sindicato dos Policiais Federais do Estado do Paraná



"Os homens podem dividir-se em dois grupos: os que seguem em frente e fazem alguma coisa e os que vão atrás a criticar." (Sêneca)
-Interna

Notícias

Servidor na expectativa

16/02/2016

Mais de 1,3 milhão de servidores públicos federais já fecharam acordo salarial com o governo, o que corresponde a aproximadamente 80% do total do funcionalismo. Mas cerca de 20% ainda aguardam pelo chamado do Ministério do Planejamento para formalizar os índices de reajustes e propostas de valorização das carreiras referentes à pauta da campanha salarial de 2015. Técnicos do governo garantem que, até o fim desta semana, todas as demandas, de alguma forma, serão concretizadas, mesmo que não atendam totalmente às expectativas. O Ministério do Planejamento, no entanto, nega o prazo.
 
Por meio da assessoria de imprensa, o órgão informou que o secretário de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho (Segrt/MP), Sérgio Mendonça, vem conversando regularmente com alguns os representantes sindicais, "mas sem negociação formais". "Quando ocorrerem, (as reuniões) serão informadas na página Agenda das Autoridades", destacou a nota.
 
No fim do ano passado, em meio ao troca-troca de ministros, Sérgio Mendonça convocou às pressas várias categorias. Grande parte aceitou os termos: 27,9%, em quatro parcelas até 2019. A primeira, de 5,5%, entrará nos contracheques em agosto. Nove categorias, no entanto, aguardam a retomada das negociações. São elas: de servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, DNIT, médicos peritos do INSS, analistas de infraestrutura, analistas de políticas sociais, peritos federais agrários e diplomatas.

Fonte: Vera Batista  - Correio Braziliense     -     16/02/2016