Acesso a Informação:
     

Filie-se ao Sindicato dos Policiais Federais do Estado do Paraná



"Os homens podem dividir-se em dois grupos: os que seguem em frente e fazem alguma coisa e os que vão atrás a criticar." (Sêneca)
-Interna

Notícias

Policiais federais esperam há 500 dias por adicional de fronteira no Oeste do Paraná

09/02/2015

A policial diz que a lei 12.855, aprovada em 2 de setembro de 2013, até agora não entrou em vigor pela falta de vontade da presidente Dilma Rousseff (PT) de regulamentar a matéria. Sem o pagamento do adicional, uma vitória que há anos agentes e policiais cobravam, as fronteiras brasileiras enfrentam um período de séria fragilidade, diz a sindicalista.
 
O adicional foi a fórmula encontrada pela categoria e pelo próprio governo para manter o efetivo e para fazer com os servidores se fixem nessas áreas, tão decisivas para a segurança e para a soberania nacional. Sem a regulamentação, que só depende basicamente de uma assinatura da presidente, as divisas ficam desguarnecidas. “O número do efetivo é cada vez menor, porque a quantia de pedidos de transferência é maior que a de chegadas”, diz Bibiana.
 
A demora do governo federal em ajustar a situação comprova, de acordo com a sindicalista, que os pacotes anunciados de fortalecimento das fronteiras são fictícios. “Há o anúncio, a pompa da solenidade, mas as ações, efetivamente, não ocorrem. Pelo contrário. O governo diz que injeta grandes somas para proteger o País, porém ninguém sabe onde está esse dinheiro”. Diante da recusa de Dilma Rousseff de regulamentar uma lei da qual ela própria é autora, a associação nacional dos agentes e policiais federais se reunirá ainda neste mês para definir novos protestos em todo o País.

Fonte: http://www.fabiocampana.com.br